quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Chris Downey e a arquitetura para cegos


O arquiteto de San Francisco Chris Downey perdeu a visão em 2008 após uma cirurgia para remover um tumor benigno no cérebro que estava pressionando o seu nervo óptico. Para alguém cuja subsistência dependia fortemente da visão, tal perda poderia ter forçado uma mudança drástica na carreira.
Mas Downey nunca considerou deixar a arquitetura. Em vez disso, voltou para o escritório um mês após a cirurgia mal sucedida e nos anos seguintes, encontrou incríveis maneiras de trabalhar com a sua cegueira.

"Uma parte essencial de lidar com a cegueira foi abraçando o desafio", ele diz neste vídeo do Instituto Americano de Arquitetos.

Downey ingressou no design pelo Independent Living Resource Center of San Francisco, uma organização sem fins lucrativos que fornece serviços e treinamento para pessoas com deficiência. Ele está atualmente trabalhando no projeto da nova sede para o LightHouse for the Blind and Visually Impaired, em San Francisco e colaborando com engenheiros acústicos para tornar o espaço sonoramente útil para aqueles que dependem do sentido da audição para ajudar na sinalização.

PLANTA EM ALTO-RELEVO DE UMA IMPRESSORA DE GRANDE FORMATO USADO POR DOWNEY.       ©DON FOGG
Para trabalhar, Downey utiliza uma impressora de gravação — que imprime gráficos táteis e braille — e um inTACT Sketchpad para leitura e desenho de plantas. Ele acredita que, na concepção de espaço, um arquiteto precisa ser o melhor a entregar experiências multissensoriais visando torná-las mais eficazes para aqueles com deficiência visual. Ao fazer isso, ele acredita que eles estão melhorando os espaços para todos.

DOWNEY USA FERRAMENTAS DE CERA CHAMADAS WIKKI STIX PARA SKETCH EM PLANOS EM RELEVO.   ©DON FOGG

Em um TED Talk de 2013, Downey fala sobre como suas interações com o mundo mudaram junto com sua visão. Ele desenvolveu o "outsights" sobre as muitas experiências sensoriais sutis que todos nós experimentamos em navegar o mundo e as pistas que recebemos de sons, cheiros e sentimentos.

GRÁFICOS TÁTEIS PARA CEGOS TAMBÉM INCLUEM PLANOS AXONOMÉTRICA EM ALTO-RELEVO, QUE DEVEM SER LIGEIRAMENTE SIMPLIFICADOS PARA SEREM LEGÍVEIS PELAS MÃOS.    ©DON FOGG
Assista a palestra de Downey no TED Talk abaixo.


Confira os seus projetos aqui.